Delegado da PF Grava vídeo e manda recado para Lula: “O teu dia vai chegar”

Formado em Direito pela UFRJ, foi delegado da Policia Federal . Entre outros cargos ocupados foi Superintendente Regional da Polícia Federal do Estado do Rio de Janeiro e Secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro. Em 2006, foi eleito Deputado Federal pelo PMDB. Em 2 de outubro de 2009, mudou de partido e se filiou ao PSDB. Hoje continua seguindo em frente, olhando para o futuro e para a cidade do Rio de Janeiro e seus problemas.
Por Josué Júnior.

Hoje a cidade do Rio de Janeiro vive um caos, onde o cidadão está atormentado dia e noite com a violência. O Sr já foi Secretário de segurança, e deve ter uma ideia do que estamos vivendo hoje. A UPP foi precipitada, como o então Secretário de segurança Roberto de Sá disse?
Itagiba:

Hoje a cidade do Rio de Janeiro vive um caos, onde o cidadão está atormentado dia e noite com a violência. O Sr já foi Secretário de segurança, e deve ter uma ideia do que estamos vivendo hoje. A UPP foi precipitada, como o então Secretário de segurança Roberto de Sá disse?

Itagiba:

O Governo Federal fez um aceno de envio de homens para ajudar na segurança do Estado. O senhor acredita que esse envio será suficiente? Se o senhor estivesse à frente da Secretaria de segurança, quais seriam suas estratégias para melhorar o caos no Estado e a retomada de confiança perante os cidadãos?

Itagiba:

Assistimos as vias públicas sendo atacadas à luz do dia, e vários ônibus incendiados por causa de uma guerra de traficantes, para tomada de território, e tudo isso acontecendo em uma manhã, deixando a cidade de cabeça para baixo. Esse episódio marcou o heroísmo da polícia do Estado do Rio de Janeiro que conseguiu evitar o pior para aquela região. Podemos dizer que chegamos ao fundo do poço com relação á segurança? E até quando a policia do Estado do Rio de Janeiro vai continuar vivendo dos seus bravos homens?

Itagiba:

Correndo por fora de toda barbárie do dia- dia do Estado do Rio de Janeiro, temos uma Lava Jato, onde um ex-governador está preso, recaindo sobre seus ombros graves denúncias. O impacto do assalto aos cofres públicos faz o cidadão fluminense sofrer. Para o senhor, o que muda no cenário para as próximas eleições e quais as lições deixadas?

Itagiba:

O Projeto de Lei com medidas contra a corrupção (PL 4850/16), prevendo casos de responsabilização de juízes e de membros do Ministério Público por crimes de abuso de autoridade, é um tema que está correndo lado a lado com a Lava Jato, e toda a população olha com muita desconfiança. Qual sua posição com relação a esse tema?

Itagiba:

Com tantos delitos, nosso sistema carcerário está cada vez mais precário, com uma grave crise, e para deixar o cenário ainda mais complexo, as casas de custódia para os menores infratores, também estão em colapso. A política de só prender e encher as cadeias nunca funcionou. Para o senhor qual seria a solução para esse cenário?

Itagiba:

Se a iniciativa privada controlasse as cadeias, seria uma boa solução para essa crise?

Itagiba:

Para o ano de 2018, com a chegada de novas eleições, o senhor acredita que veremos um carioca respirando um pouco melhor sem tanta violência?

Itagiba:

Fonte:   Link e Zine

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *